Buscar
  • Sidney Boschiroli

Uso da microabrasão para remoção de manchas do esmalte dentário

Atualizado: 14 de mar.

A procura por tratamentos dentários altamente estéticos tem sido muito constante nos consultórios odontológicos. Os laminados cerâmicos - mais conhecidos como "lentes de contato" - e as facetas de porcelana são ideais para corrigir defeitos de cor e forma que comprometem bastante a estética dental, porém são de custo mais elevado e exigem técnica mais complexa.


A microabrasão, também conhecida como “peeling” dentário, pode ser uma alternativa aos tratamentos com laminados cerâmicos. Consiste na remoção das camadas dentárias externas atingidas por manchas, recuperando a superfície dental de forma efetiva e rápida - e com resultados próximos aos trabalhos com facetas dentárias laminadas. Vamos conhecer um pouco mais sobre esse procedimento, que pode ser adequado para o seu caso!


COMO A MICROABRASÃO REMOVE MANCHAS DO ESMALTE DENTÁRIO?


A microabrasão dental atua apenas no esmalte dentário, a camada mais superficial dos dentes. Esta camada é responsável pelas propriedades estéticas de cor, transparência e fluorescência, e não é suscetível a estímulos térmicos associados à sensibilidade dental, como alimentos muito quentes ou muito gelados. Deve ser bem preservada para que evite danos às camadas intermediárias e profundas, pois caso contrário, pode até ser necessário um tratamento endodôntico (tratamento de canal).

A quantidade de tecido dentário (esmalte dental) removida durante a microabrasão dentária é bem pequena. De tal forma, que o tratamento só é eficiente para remover as manchas que estão localizadas nas camadas mais externas do esmalte dentário. Quando as manchas são muito profundas, outras técnicas são mais indicadas para resultados mais estéticos - como facetas em resina composta ou em porcelana, ou ainda os laminados cerâmicos.


A microabrasão dental consiste na combinação entre abrasão dental mecânica e química, acrescido da utilização de instrumentos rotatórios como discos abrasivos; aplicação superficial de pedras pomes e ácido hidroclorídrico, que combinados vão promover a remoção contínua de microcamadas do esmalte dentário atingidas por manchamentos ou amarelamentos que não respondem ao clareamento dental convencional.

Em média, a consulta para realização da microabrasão dental dura entre 30 a 45 minutos e o protocolo padrão prevê a aplicação de 12 a 15 ciclos rápidos. Para manchas e amarelamentos mais persistentes, podem ser necessárias várias consultas, a cada 2 dias, até que os resultados sejam efetivos.

Removidas as manchas, é necessário realizar o polimento dental criterioso, para obtenção de superfícies dentárias mais brilhantes e menos suscetíveis à pigmentação por corantes provenientes da dieta alimentar. Por fim, a aplicação de uma camada de flúor neutro remineraliza íons superficiais residuais, conferindo ainda mais resistência ao amarelamento e acúmulo de placa bacteriana.

Microabrasão dental: ação abrasiva associada a agentes esfoliantes na remoção de manchas do esmalte dentário


QUAIS OS TIPOS DE MANCHAS QUE PODEM SER ATENUADAS OU REMOVIDAS PELA TÉCNICA DA MICROABRASÃO DENTAL?

má formação do esmalte dentário por problemas congênitos;

manchas fluoróticas (consumo em excesso de flúor durante a infância);

hipoplasia do esmalte por traumas ou febre durante a infância;

manchas brancas por desmineralização durante tratamento ortodôntico;

amarelamento excessivo por corantes alimentares.


Hipoplasia do esmalte: bastante comum, tem como causas traumas e picos elevados de febre durante a formação dos dentes (infância)


VANTAGENS E DESVANTAGENS DA MICROABRASÃO DENTAL

Independentemente da sua natureza, todos os procedimentos odontológicos apresentam indicações e contraindicações. E este também é o caso da remoção das camadas superficiais do esmalte dentário, cuja segurança e efetividade dos resultados depende da seleção criteriosa do caso e do domínio da técnica.

VANTAGENS

eficaz para remover diversos tipos de manchas no esmalte dentário;

custo baixo, quando comparado a outros procedimentos estéticos;

procedimento rápido e seguro para os dentes;

pode substituir, em alguns casos, lentes de contato dental e facetas de porcelana;

otimiza os resultados do clareamento dental profissional ou caseiro.

DESVANTAGENS

ineficaz para manchas profundas do esmalte dentário;

requer domínio da técnica;

não pode ser utilizada em erosões profundas provocadas por fluorose, cárie dentária e outras doenças congênitas;

podem ser necessárias diversas consultas para resultados efetivos.

Melhora estética: nem sempre as manchas são removidas por completo, porém o alívio estético fica evidente logo após as primeiras aplicações da microabrasão do esmalte dentário


RISCOS E PROBLEMAS

A remoção de camadas do esmalte dental, ainda que diminutas, pode parecer perigosa para muitos indivíduos. De fato, uma vez realizado o procedimento, este é irreversível. Por outro lado, as mínimas lâminas de esmalte dentário removidas são tão finas que não é possível nem mesmo visualizar uma diminuição da estrutura dentária – e isso após várias consultas para aplicação do agente esfoliante.

O esfoliamento do esmalte dentário não provoca sensibilidade e não enfraquece os dentes (não há risco de fraturas), quando aplicado de forma correta. Os riscos e problemas associados à microabrasão dental estão associados à seleção incorreta do caso para realização do procedimento, como por exemplo a tentativa de remoção de manchas profundas ou localizadas em dentes com cavitações profundas – como a fluorose dentária severa.


A COMBINAÇÃO DE MICROABRASÃO DENTAL COM O CLAREAMENTO DENTAL PODE INCREMENTAR O RESULTADO ESTÉTICO DESEJADO

A microabrasão dental é um procedimento versátil, seguro e que apresenta bons resultados (desde que presentes: domínio da técnica + seleção correta do caso) e cuja utilização concomitante à profilaxia (limpeza) pode ser indicada em várias situações.


O clareamento dental, quer na modalidade caseira ou realizado pelo dentista em consulta única, tem limitações quanto aos resultados. Neste sentido, o polimento abrasivo dos dentes pode otimizar os resultados de procedimentos clareadores ineficazes na eliminação de manchas dentárias – principalmente as causadas pela hipoplasia do esmalte.

Nos dias atuais, com inúmeras opções e novas técnicas em odontologia estética, é possível conseguir recuperar a cor e a harmonia dos dentes, alcançando um sorriso com ótima estética e em alguns casos sem custos muito onerosos.

MICROABRASÃO DENTAL E LENTE DE CONTATO

Entre as técnicas com laminados cerâmicos, a lente de contato é a mais segura para os dentes. Diferentemente da faceta de porcelana, que exige desgastes dentários maiores para adaptação das facetas dentárias, as lentes não necessitam de redução do esmalte dentário para serem coladas aos dentes. No entanto, sua mínima espessura dificulta o mascaramento de manchas localizadas na superfície dos dentes.

Neste sentido, utiliza-se o procedimento de microabrasão dental para viabilizar a lente de contato dental. Aplicada previamente para remover manchas impossíveis de serem mascaradas pelas delicadas lâminas em porcelana, podem eliminar os desgastes dentários utilizados quando correções mais intensas na cor e forma dos dentes são necessárias.



3 visualizações0 comentário